1ª Caminhada Orgulho Louco mobiliza sociedade em prol da luta antimanicomial


Nesta sexta-feira (17), em Alagoinhas, foi realizada a 1ª Caminhada Orgulho Louco em prol de sensibilizar a população sobre os direitos das pessoas em sofrimento psíquico, combater o estigma associado à saúde mental e defender práticas de cuidados mais humanizadas e inclusivas, no dia 18 de maio é celebrado o Dia da Luta Antimanicomial.

A mobilização em comemoração ao Dia da Luta Antimanicomial, que acontece neste sábado dia 18 de maio em todo país, foi adiantada e realizada pelo CAPS III Tom Brasil e o Ambulatório de Saúde Mental saindo da Praça Rui Barbosa ao Estacionamento da Prefeitura de Alagoinhas.

“O cuidar em liberdade é o sentido da luta antimanicomial. É a garantia dos direitos das pessoas com transtornos mentais que historicamente foram excluídas do processo de convivência social. Então a gente quer marcar aqui a importância do CAPS III, do Ambulatório de Saúde Mental, do cuidar em liberdade nas oficinas terapêuticas, da inserção das famílias no cuidado em Saúde Mental. Quero agradecer muito a secretária de saúde Laína Passos apoiando esse movimento, o prefeito Joaquim Neto e a deputada Ludmila Fiscina que estão apostando nesse cuidado intersetorial e integral a saúde das pessoas com transtornos mentais”, explicou o coordenador Municipal de Saúde Mental, Moacir Lira

“Nós estamos bem agradecidos porque existe CAPS que é a cura com liberdade, e somos testemunhas do bem que a família CAPS nos faz. Nós estamos bem melhores assim como estamos”, comemorou Rita Leal, usuária do serviço que tem o posicionamento a favor de uma abordagem mais solidária e respeitosa em relação às pessoas com sofrimento mental e prega que juntos poderão fazer a diferença e promover mudanças significativas na sociedade.

Confira as imagens:

Foto: SECOM